DEPRESSÃO

Não, Depressão não é coisa de gente fraca, nem de gente fresca!

 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), Depressão é uma doença classificada como Transtorno do Humor e já é considerada como uma das doenças mais incapacitantes no mundo. De acordo com o IBGE, mais de 11 milhões de brasileiros têm diagnóstico de Depressão, cujo principais sintomas são:

  • tristeza profunda sem causa aparente;

  • falta de prazer/satisfação em situações ou ações anteriormente prazerosas; 

  • alterações de sono e/ou apetite, para mais ou para menos;

  • dificuldades de concentração; 

  • falta de motivação generalizada;

  • agressividade/irritabilidade acentuadas, para alguns homens: o descontrole da agressividade;

  • ansiedade acentuada;

  • dores no corpo sem causa orgânica;

  • crise de choro sem motivo aparente;
  • falta de libido;

  • autoestima  baixa;

  • sensação de incapacidade/impotência generalizada;

  • sensação de desencaixe do mundo;

  • mau humor/indisponibilidade; 

  • sensação de falta de sentido na vida;

  • vontade de dormir e não acordar mais; 

  • abuso do álcool, entre outros.

O que leva à Depressão?

 

Diversos fatores podem levar a um processo depressivo e dependem de quão importante esses fatores são na vida de cada pessoa, sobretudo se ela se sentir impotente diante das dificuldades que tem a enfrentar. Entre os casos mais comuns na clínica estão:

  • trabalho (excesso de trabalho, excesso de cobrança e pressão, metas elevadas, assédio moral, sentimento de incapacidade/fracasso);

  • perdas significativas (como um ente querido, emprego, aposentadoria, status, casamento, namoro,dinheiro);

  • sentimento de fracasso ou de inadequação;

  • desilusão amorosa;

  • envelhecimento;

  • solidão;

  • doenças crônicas;

  • dor crônica;

  • insatisfação com o corpo/ aparência física;

  • falta de reconhecimento;

  • abuso de álcool ou drogas; entre outros

Geralmente as pessoas em Depressão não têm vontade de fazer nada e sentem que qualquer movimento ou ação requerem um esforço muito grande, aumentando ainda mais seu sentimento de tristeza. A culpa é outro sentimento bastante comum: culpa por achar que não conseguir reagir é falta de “força de vontade ou fraqueza”, o que aumenta ainda mais o sentimento de frustração e desprezo por si mesmo. A pessoa passa a sentir vergonha de si mesma. Prefere se isolar, sem conseguir sentir prazer na vida, a pessoa com Depressão tende a entrar num processo que se retroalimenta, como se estivesse caminhando em um túnel circular completamente escuro.

Infelizmente, a Depressão ainda não é muito bem compreendida. O deprimido pode ser visto como preguiçoso, fraco, mau humorado, antissocial e assim por diante. No entanto, a Depressão é uma doença! E assim, deve ser tratada, nesse caso um bom acompanhamento psicológico é pode ser muito importante na recuperação dessa enfermidade.

A Depressão pode ser tratada sem medicação?

 

Sim, é possível tratar a Depressão sem o uso da medicação! Na minha experiência clínica - mais de 15 anos!, tive a felicidade e o privilégio de tratar de alguns pacientes - que agradeço pela confiança - com queixas de Depressão, que com o processo de análise, o sintoma foi cedendo sendo possível sair dessa crise e retomar a vida, normalmente. Portanto, sim, podemos considerar que houve "cura" da Depressão. Eu até consideraria a psicoterapia bastante eficaz no tratamento desse tipo de patologia!

No entanto, cada caso deve ser cuidadosamente avaliado pelo profissional, podendo haver situações em que o uso da medicação seja importante. Tudo isso é discutido com o próprio paciente, se ainda assim, não for da sua vontade, ele não será obrigado a aderir à terapia medicamentosa.

Como a Psicoterapia pode ajudar no tratamento da Depressão?

Em primeiro lugar, procuro acolher sua dor e o sofrimento, dedicando uma escuta empática e isenta de qualquer tipo de julgamento para que você possa falar sobre aquilo que tem te deixado Deprimido, como são seus sintomas, como se sente, quais são seus medos e preocupações. Às vezes, a gente mesmo não entende porquê se sente tão triste e incapaz. Carregamos um enorme sentimento de culpa e vergonha de nós mesmos. Daí vem o isolamento, a perda de esperança e com isso, corremos o risco de agravar ainda mais o processo depressivo. Às vezes, é difícil pedir ajuda. 

É aí, que entra a Psicoterapia, pois passamos a compreender que a Depressão é uma doença séria e incapacitante e assim deve ser tratada. Portanto, você não precisa se sentir culpado ou envergonhado por sua atual condição. Busco oferecer um espaço só para você, de modo que se sinta à vontade para falar sobre esses conflitos, incertezas, medos, angústias, "fraquezas", raiva, culpa, enfim, das dificuldades que encontra no seu dia a dia.  Vale lembrar que você está assegurado pelo sigilo e ética profissional.

Ao longo desse processo, te convido a formar uma parceria comigo e juntos, vamos entrando em contato com sua própria história, seu modo de lidar com as dificuldades, com as pessoas, a maneira que faz suas escolhas, que imagem tem de si mesmo e dos outros, que imagem acredita que os outros têm de você, enfim, o modo como tem vivido suas experiências. A partir desses questionamentos e reflexões você consegue compreender melhor como vem conduzindo sua vida, o que parece estar dando errado, como chegou nessa condição de Depressão. Assim, você se vê mais capacitado a se livrar de certas amarras, cobranças e exigências, possibilitando a se apropriar de suas reais escolhas e objetivos, a construir e a conquistar maior autonomia e poder viver uma vida mais plena de sentido para você. Tudo isso te permite construir uma vida mais satisfatória, com menos sofrimento e que se aproxime de suas realizações desejadas. Acredito que é isso que leva as pessoas a serem mais felizes, mais satisfeitas com sua própria vida e consigo mesmas.